Emprego formal em Maringá tem pior julho dos últimos 10 anos

  • 22 de agosto de 2013
  • Blog
No Comments

A geração de empregos em Maringá abriu o segundo semestre deste ano com o pior mês de julho dos últimos 10 anos. De acordo com o balanço do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado nesta quarta-feira (21), o Município também registrou o pior mês do ano na geração de empregos, com saldo negativo de 258 postos de trabalho: foram 8.223 contratações contra 8.481 demissões no período.

Desde 2003, quando o Caged passou a informar a geração de emprego estratificado por municípios, Maringá nunca apresentou saldo negativo em julho. O pior período, até então, era julho de 2006, com saldo de 35 contratações. O dado maringaense segue uma tendência nacional, que também apresentou o pior julho dos últimos dez anos. O saldo líquido de empregos formais no país foi de 41.463 vagas, resultado de 1.781.308 admissões e de 1.739.845 demissões.

Apesar do saldo negativo, o número de contratações em Maringá foi maior que o mesmo período do ano passado. No entanto, o número de demissão seguiu a mesma tendência. Em julho de 2012, foram 7.623 admissões contra 7.320 desligamentos, um saldo positivo de 303 contratações.

No mês passado, o setor que apresentou o maior déficit foi o comércio, com menos 151 postos de trabalho, resultado de 2.365 admissões e 2.516 demissões. A construção civil em Maringá também apresentou um déficit alto no período, com saldo também negativo de 113 postos (841 contratações e 954 demissões).

Segundo o economista da Associação Comercial e Empresarial de Maringá (Acim), Joílson Dias, disse que o déficit já era esperado devido a pesquisas feitas pelo Departamento de Pesquisa e Estatística da ACIM (Depea). Os números apontaram que a expectativa de consumo teve queda de 12 pontos no Município.

“São vários fatores que causara,esse recorde negativo, como a política econômica do nosso governo, que atingiu um limite no crédito concedido. Outro fator é o endividamento familiar. Houve aumento em contas em atrasos. Vemos menos compras, menos produtos e, consequentemente, menos emprego”, explicou Dias, que também é professor da Universidade Estadual de Maringá (UEM).

Maringá deverá ter melhora no fim do ano

Apesar do dado negativo, o economista citou que a Acim espera que o final do ano em Maringá tenha outro caminho. Segundo ele, a economia internacional está mais forte em relação a meses atrás, principalmente em relação aos Estados Unidos. “Vamos observar uma melhora a partir de outubro, no último trimestre do ano”, apontou Dias.

Em 2013

Em todo o ano de 2013, no entanto, a situação maringaense segue alta. São 62.670 admissões contra 55.570 demissões, um saldo positivo de 7.100 postos de trabalhos gerados no ano. Até o mesmo período do ano passado, o saldo era de 6.836 postos (59.063 contratações e 52.227 demissões).

 

Fonte: Gazeta Maringá

This is author biographical info, that can be used to tell more about you, your iterests, background and experience. You can change it on Admin > Users > Your Profile > Biographical Info page."

About us and this blog

We are a full service agency that deliver compelling digital marketing solution. Our winning solutions and experience helps to deliver great results across several key areas.

Request a free quote

We offers professional SEO services that help websites increase organic search drastically and compete for 1st page rankings of highly competitive keywords.

20+

sidebar widgets

More from our blog

See all posts
No Comments